27 fev 2017

Sobre se impor ou Sr. dos Anéis eu tô gorda?

Postado em: Comportamento

Carlos Otávio você acha que eu estou gorda?
Nêga eu acho que se você for ao médico ele vai dizer que seu IMC está fora do seu padrão de saúde.
O que???????????????????????? Você me chamou de gorda??????????
E assim o sobradinho todo se calou, até o Marechal parou de latir.
Não diga para a Senhora Rainha Deusa Imperatriz Soberana da Porra Toda do Sobradinho que ela está linda e que seu peso não vai mudar em nada o quanto você a deseja pra ver o que acontece?
Nesse minuto o tempo parou
– Nêga eu só queria dizer que o que me preocupa é o ócio, porque muita coisa que você sente pode ser por conta disso.
O que???????????????????????????
A coisa ficou pior ainda, o soneto desandou e até o Vasco que estava jogando ali na telinha do computador ficou completamente horrorizado com a fala que acabou perdendo o jogo.
Minutos depois eu decido descer e levar o Marechal pra passear junto com nininha.
Volto eu cansada, com a língua pra fora, morrendo de calor, pernas doendo, minha síndrome do pânico gritando por um rivotril e o camarada pergunta:
Tá com calor? É bom porque seu sangue está circulando mais rápido.
Olho pra ele com a melhor expressão da série: Mulheres Assassinas do Investigação Discovery e ele quase quer se esconder em um: Quer tomar café? Tem um fresquinho que eu fiz.
Quer pão? Vem cá me dá um abraço.
E minha indignação ainda dói nas palavras proferidas pelo meu suposto amor pra vida toda me disse.
Ainda pensativa (porque sei que o que preocupa ele não é meu corpo mas a ociosidade e minha saúde) penso em como sair dessa cama cheia de séries e filmes.
Olho pra Nininha que sempre me pede pra passear com o cachorro e não consigo ir por causa da merda da doença que eu tenho.
Volto a explicar: Carlos Otávio (um pequeno raio de compaixão sai do meu olhar ao ver um homem de mais de 1,80 de altura sentir um frio na espinha quando eu falo seus dois primeiros nomes) EU tenho uma doença chamada AGORAFOBIA, não sei se você já percebeu nesses 13 anos de luta comigo.
Nêga eu sei disso, mas se você for na casa da tua mãe umas 3 vezes por dia você vai se sentir melhor.
(sim eu constatei que eu não faço isso, sim eu constatei que a ociosidade pega você e você acaba escravo dela, sim eu constatei e entendi que ele me ama e me adora mesmo eu fazendo toda uma peça teatral digna de Fernanda Montenegro, sim eu constatei que não é meu peso mas minha ociosidade e saúde que ele se preocupa)
Mesmo assim eu olhei torto pra ele e novamente aquele olhar fez a estrutura de um homem desabar de vez.
Isso meus amigos se chama: Olhar do cão chupando manga.
Tentem, dá super certo.

Comentários

Comente no blog!