25 jan 2017

Kit fitness aumenta perda de gordura com creme de 6% de cafeína e cosmético para melhora do contorno

Postado em: BelezaCorpoTratamentos e Cuidados

Kit Fitness, da Buona Vita, inclui dois cosméticos: Caffeine Sculpt (com 6% de cafeína que auxilia no combate da celulite e gordura localizada) e Body Heat (que ativa a microcirculação e melhora contorno corporal)

Kit Fitness Buona Vita

A Buona Vita traz ao mercado o Kit Fitness, composto por dois cosméticos especialistas em aumentar o metabolismo e diminuir gordura e celulite, além de melhorar contorno corporal. “Composto pelo Caffeine Sculpt, um creme com 6% de cafeína em associação a ativos drenantes, e Body Heat, um fluido que ajuda no aumento da circulação nas áreas tratadas, indicado para tratamento de celulite Grau I e II e gordura localizada”, afirma Isabel Luiza Piatti, tecnóloga em Estética e diretora de Pesquisa e Desenvolvimento de produtos da Buona Vita.

Caffeine Sculpt — “A nova formulação traz uma das concentrações mais altas de cafeína em cosméticos antigordura e anticelulite do mercado. Além disso, o creme possui ativos que atuam em sinergia destacando as propriedades drenantes, lipolíticas, anticelulíticas, descongestionantes e tonificantes do tecido”, explica Isabel. Segundo a diretora, o produto é indicado para auxiliar na massagem e outros procedimentos estéticos corporais que ajudam na redução de medidas e da celulite. Isabel explica que a cafeína reativa o mecanismo celular, causa lipólise dos triglicerídeos do interior do adipócito e reduz o tamanho das células de gordura. “Em associação, os extratos glicólicos (de Algas Marinhas, de Castanha-da-Índia, de Cavalinha e de Centella Asiática) apresentam função drenante, tonificante, anti-inflamatória, além de ativar a microcirculação e funcionar como um estímulo metabólico”. Caffeine Sculpt conta ainda com Lipex Bassol, um blend 100% composto de óleos vegetais purificados (canola, oliva, coco e soja) que amacia, hidrata e suaviza a pele seca e fragilizada pelas agressões externas. O produto pode ser aplicado no abdômen, coxas e glúteos previamente limpos e secos, até completa absorção do produto.

Body Heat — O Body Heat é um fluido que ajuda no aumento da circulação nas áreas tratadas, além de promover melhora na permeação de outros ativos que venham a ser aplicados depois, sendo indicado para tratamento de celulite Grau I e II e gordura localizada. O produto também ajuda a melhorar o contorno corporal e pode ser usado antes da atividade física. De acordo com Isabel, a linha Alchemy Body traz, de forma personalizada para cada indivíduo, alta concentração de ativos em sinergia, além de contar com bases biocompatíveis que favorecem melhor penetração dos produtos que estão sendo aplicados, oferecendo segurança e eficiência nos resultados. Quanto a sua composição, Body Heat conta com Nicotinato de Metila, que além de promover aumento da circulação sanguínea superficial, favorece a permeação de ativos lipolíticos e anticelulíticos. O componente age como vasodilatador e anti-inflamatório, segundo Isabel. O Body Heat também possui Extrato de Castanha-da-índia (regenerador e ativador da microcirculação), Extrato de Arnica (ação tonificante, estimulante e anti-inflamatória); Extrato de Centella Asiática (ativador da microcirculação, estimulante metabólico e hidratante); e Extrato de Cavalinha (regenerador da epiderme). “Com a ativação da microcirculação e o estímulo metabólico, o produto promove melhora no aspecto da celulite e gordura localizada, facilitando sua eliminação.” O produto deve ser aplicado em pequena região previamente limpa. “Após aplicação, ocorrerá rubor na pele. Isso significa que você já pode iniciar a aplicação do outro produto de tratamento, ou ainda, iniciar atividade física”, conclui.

www.buonavita.com.br SAC 41 3023-1855

23 jan 2017

Salon Line apresenta Amigo de Milho {Era uma vez uma Super Hidratação}

Novo produto da linha #todecacho traz em sua formulação ativos como Manteiga de Karité, Azeite de Oliva, e D-Pantenol

Amigo de Milho capilar da Salon Line
Atenta aos costumes populares e também as necessidades do mercado, a Salon Line, marca referência em tratamento para cabelos cacheados e afros, lança o Amigo de Milho, uma misturinha pronta que oferece superhidratação sem redução de volume. O novo produto atende as mulheres que estão sempre em busca de opções práticas e versáteis para tratar os fios.

O Amigo de Milho surgiu a partir de um hábito popular muito conhecido entre as consumidoras: a mistura de água ou leite com amido de milho, que após levado ao fogo, torna-se uma goma, que é adicionada a máscaras, óleos ou ampolas, proporcionando uma mega hidratação, mas com a desvantagem da redução de volume dos cabelos e o cheiro, que não é agradável.

Para que o ritual de beleza seja mais rápido e eficaz, a Salon Line desenvolveu uma misturinha pronta, que deve ser adicionada diretamente a máscara de tratamento, isto é, não precisa ser aquecida ou levada ao fogo. Sua fórmula foi desenvolvida especialmente para o cabelo cacheado e crespo, com proteínas naturais do amido de milho, que nutrem e devolvem força aos fios, e potencializada com Manteiga de Karité, Azeite de Oliva, e D-Pantenol, que combatem o ressecamento, proporcionando fios fortes, saudáveis e com brilho.

Com alto poder de hidratação, o tratamento pode ser realizado uma por semana, sempre associado a uma máscara de tratamento. Livre de sulfato, petrolato, parafina, silicone e óleo mineral, ou seja, é liberado para todos os tipos de técnicas, o novo produto já está disponível na loja online da Salon Line e nas principais perfumarias do Brasil.

SAC: (11) 4134-2727 | sac@salonline.com.br

22 jan 2017

Espuma, cirurgia, laser ou radiofrequência? Entenda os métodos para tratar varizes mais internas

Angiologista e cirurgiã vascular do corpo clínico do Hospital Albert Einstein esclarece alguns pontos que devem ser analisados na escolha do melhor método para tratar veias safena e outras internas

Varizes Cirurgia anti varizes tratamento varizes

Atualmente, vários são os recursos para tratar as temidas varizes — veias dilatadas e tortuosas que perderam sua função causando danos estéticos e circulatórios. A cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein, explica que — de cirurgias a tecnologias não-invasivas —, na hora de escolher o tratamento ideal, o médico deve considerar alguns fatores: “O calibre da veia, o tom de pele da paciente, a localização na perna e se a veia está mais profunda ou superficial”.

No caso da veia safena e aquelas mais internas, esse tipo de varizes pode causar danos à circulação. “Então elas devem ser tratadas por questões de saúde, são geralmente mais calibrosas”, explica. No geral, três tipos de tratamento podem ser feitos: cirurgia convencional, endolaser e radiofrequência e a espuma densa. A angiologista comenta as vantagens e desvantagens de cada procedimento:

Cirurgia convencional
Como é feita: “É feito um corte pequeno (0,5 cm) no tornozelo e outro em torno de 2 a 3 cm na virilha. Pelo corte do tornozelo é introduzido um aparelho que se chama fleboextrator, que vai correr pela safena e ser exteriorizado pela virilha. Depois esse aparelho é arrancado juntamente com a veia”, explica a médica.
Vantagens: “Ainda é o método mais realizado no Brasil, consagrado e com bons resultados”, comenta.
Desvantagens: “Como a veia é arrancada, geralmente temos uma área maior de hematomas e consequentemente mais dor pós-operatória. O tempo de recuperação costuma ser em torno de 15 dias”, diz a angiologista.

Endolaser e radiofrequência
Como é feita: “Sem cortes, a veia safena é puncionada e uma fibra é colocada através de um introdutor dentro dela. A ponta da fibra é posicionada na virilha (guiada por ultrassom). A outra extremidade da fibra é então conectada a um aparelho de laser ou radiofrequência que vai liberar uma energia que queima a veia. A fibra então é retirada lentamente enquanto a veia vai sendo cauterizada em todo o segmento a ser tratado. O interessante é que a veia não é retirada, ela vai ser queimada e se transformar em um cordão fibroso (uma cicatriz) não participando mais da circulação das pernas”, comenta.
Vantagens: “Recuperação mais rápida, menos hematomas, sem cortes. De 4 a 6 dias para retorno as atividades”.
Desvantagens: “A maioria dos convênios ainda não prevê cobertura”.

Espuma Densa
Como é feita: “A espuma densa é uma mistura de ar ambiente com um produto chamado polidocanol. Feito com duas seringas e uma torneirinha de rosca, esse produto é então aplicado na veia a ser tratada, sempre guiado por ultrasson para acompanhar a progressão do produto. Conforme a espuma entra em contato com a parede do vaso, ela vai criar um processo inflamatório intenso que vai cicatrizar a veia que se tornará um cordão fibroso e desconectará essa veia da circulação”, explica.
Vantagens: “É um procedimento simples, apenas uma injeção. Sem necessidade de internação hospitalar”, conta.
Desvantagens: “Como o processo inflamatório é intenso, existe um risco alto de manchas. O processo de cicatrização pode ser bastante incômodo em alguns casos, pois fica um cordão inflamatório na perna durante um tempo. Existe risco mais raro de trombose venosa profunda e embolia pulmonar”, finaliza.

FONTE: Cirurgiã vascular e angiologista, Dra. Aline Lamaita é médica do corpo clínico do Hospital Albert Einstein. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, é Membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American College of Phlebology. A médica possui título de especialista em Cirurgia Vascular pela Associação Médica Brasileira / Conselho Federal de Medicina. http://www.alinelamaita.com.br/

Posts Antigos123456789... 218»