15 mai 2013

Chupando Rivotril igual bala Juquinha….

Postado em: Comportamento

Eu sei que vocês já me ouviram falar assim, sei disso.

Eu tenho uma doença, que já falei aqui no blog chamada Síndrome de Pânico, agravada com agorafobia e TOC, por isso eu tenho tratamento psiquiátrico e psicológico. Acho até que muita gente também tem, mas por puro preconceito e covardia, prefere se omitir…

Eu já tinha o transtorno de ansiedade desde pequena e foi se agravando por diversas coisas que aconteceram, e aí um dia fui diagnosticada.

Porque estou falando isso? Porque quando brinco com esse termo do título, eu só brinco.

Eu vejo muito na internet e na vida off line o uso indiscriminado e abusivo de drogas – sim, é uma droga para ansiedade – calmantes e inibidores de serotonina.

Estou ficando um tanto preocupada com isso,pois quando brinquei que estava vestindo modelito 42 por causa da setralina, foi uma brincadeira, afinal, não é nada agradável você necessitar de uma droga para manter sua condição psicológica na normalidade e se sentir bem. Fazer o quê?!

É desagradável por demais, pois existem efeitos colaterais ruins, fora que depois do tratamento você necessita ter um desmame da droga. Para vocês terem uma idéia, em mim a setralina causou perda do apetite, enjôo, uma situação em que as vezes eu fico metade do dia parecendo um zumbi até o remédio se acostumar com meu organismo, vou ao banheiro 500 vezes por dia (não isso não é normal, nem é legal, pois um intestino regulado por uma reeducação alimentar é uma coisa, outra coisa é o excesso, né?) fora outras reações desagradáveis.

E o rivotril? Nossa como tenho visto pessoas tendo um susto e tomando essa droga, por nada.

Gente, rivotril não é brinquedo! É uma droga que causa dependência e necessita de uma receita controlada dada por um profissional médico psquiátrico para comprar, sobretudo, uma droga específica para pacientes com quadro de pânico, transtorno de ansiedade e outros afins.

Não, não é bonitinho e nem está na moda você dizer que vai ali tomar um rivotril. Nós pacientes psquiátricos fazemos graça para não focarmos demais na doença. Mas isso não quer dizer que não soframos com nossas condições. Quem dera podermos acordar um dia e dizer:  “Muito bem, hoje eu não necessito de droga nenhuma para viver um dia bem”.

Quem me dera um dia acordar sem sentir o que o transtorno do pânico me faz sentir e poder ter uma vida normal, principalmente com minha filha, marido e trabalho. Se bem que vida normal hoje em dia está ficando anormal…

Essa droga causa dependência e esquecimento (perda da memória), queda de cabelo, perda da libido etc.

Nas comunidades em que participo no facebook, sobre Síndrome do Pânico, mesmo que você mencione que necessita de remédios, ninguém lhe dará uma receita ou o próprio medicamento. Entendem que isso é errado! No máximo, indicaria alguns exercícios de respiração.

Fora que os remédios não precisam ser o centro de sua vida, o profissional sempre recomenda para que façamos em conjunto terapia e/ou exercícios, para que possamos não focar nosso tratamento somente em cima dos medicamentos.

Se você por acaso não tiver um plano de saúde ou não puder pagar um médico para que veja se seu diagnóstico, procure o SUS. Demora simo atendimento, mas ao menos você vai te uma opinião de um profissional. Mas este tratamento é demorado mesmo…

E não adianta chegar no médico e inventar mil coisas só para receber sua receitinha azul! Pessoal, doença não é brincadeira, remédios não são brinquedos e pior, o uso abusivo causa transtornos piores.

Tenho meus remédios? Sim tenho! Mas uso eles conforme o médico indica, nada mais nada menos.

E mais, a droga – sim continuo dizendo é uma droga, tem tarja preta – que serve pra mim, pode não servir pra você, pois é uma questão de como o seu organismo vai aceitar e em qual quantidade. E assim, mudar os medicamentos receitados pelos médicos até chegar ao que melhor adaptação, resultado e na dosagem certa a cada pessoa. Já vivi isso também.

Eu tenho muito medo do mito que está se formando em torno do uso desenfreado das drogas lícitas como se fossem uma bala Juquinha. Bandeiras estão se formando pelas redes sociais a favor do uso indiscriminado dessas substâncias, para qualquer tipo de siricutico que a pessoa tiver.

Podemos citar vários casos de morte por uso excessivo das drogas lícitas e etc, vejamos Elvis, Michael Jackson e outros.

Não,  isso não os torna menos ídolos meus por sua música… O mérito do sucesso é todo deles!

Por isso, sejamos responsáveis conosco e com outrem.

Sejamos corajosos em admitir e tratar os verdadeiros problemas, com responsabilidade, informação e esperança.

Afinal, para todo mal A CURA, como bem diz Lulu Santos:

“__… Existirá
E toda raça então experimentará
Para todo mal
A cura”.

(Créditos Imagem: Síndrome do Pânico)

15 mar 2013

Neymar Jr. é o embaixador do perfume Drakkar Noir, da Guy Laroche.

Postado em: Perfumes

O perfume masculino Drakkar Noir, da grife francesa Guy Laroche (L’Oréal), está fazendo 30 anos e a marca escolheu o atleta brasileiro Neymar Jr., para celebrar, e ainda, assinar uma edição especial do icônico perfume.

A propósito, o perfume criado pelo nose Pierre Wargnye, se mantém chipre aromático, com todas as suas notas originais.

A escolha do atleta para a campanha se deu por vários motivos:

Uma. O atleta alia juventude, carisma, poder e fidelidade aos seus valores.

Duas. A Maison está assinando um projeto social a favor da inclusão social pelo esporte.

Três. O projeto social conta, inclusive, com uma escolinha de futebol, que dá apoio escolar e treinamento a jovens desfavorecidos entre 7 a 16 anos, das comunidades do Rio de Janeiro.

Quatro. O craque mostra, nesta campanha todo o seu carisma, juventude, poder e sedução, mostrando sinergia com o perfume.

A campanha foi clicada em Zurique (Suíça), pelas lentes do brilhante fotógrafo Jean Baptiste Mondino, que soube captar o poder e a sensualidade do desportista com o emblemático Drakkar Noir – com uma gota do perfume fluindo do corpo do atleta.

“As pessoas costumam ver Neymar sob os holofotes dos estádios, visto de longe. Aqui, o ponto de vista é inverso, muito perto, perto da alma dele, sem artifícios, como nunca visto antes. Ele tem um olhar realmente forte”, disse o fotógrafo.

Aliás, Mondino é um dos fotógrafos mais requisitados do mundo da moda, e participa das renomadas campanhas de beleza, moda e perfumaria, com a Dior (inclusive, J’Adore), J. P. Gautier, YSL, Chanel, D&G,  kenzo, dentre muitas. Mas sua competência vai além, pois também é escolhido para dirigir videoclips de celebs desde 1981, como alguns da popstar Madonna (inclusive, “Justify My Love”), Empório Armani, Sting, David Bowie, Neneh Cherry, Björk, Charlotte Gainsbourg, Prince, Lenny Kravitz …

O craque deu várias declarações sobre o perfume e a campanha no ensaio, bem como, teceu elogios ao badalado fotógrafo:

__“Não tem quem não goste de perfume. Cada pessoa tem um cheiro preferido e desde pequeno sempre usei e gosto bastante”.

__”Sempre passo pra treinar, sair, ficar em casa. Quando saio do banho já passo pra ficar cheiroso”.

__”Gostei bastante e as fotos ficaram muito boas. A equipe do Mondino me tratou muito bem e me deixaram a vontade.”

__“Foi uma honra ter sido fotografado por ele. É uma grande pessoa. Animado, brincalhão, uma pessoa fantástica de se trabalhar. O visual é fantástico”.

__“É uma grande honra ser escolhido por um produto tão importante como Drakkar Noir. Além de ser um excelente perfume, Drakkar Noir abraça um projeto que é a base de tudo: a inclusão social por meio do esporte. Estou muito orgulhoso de fazer parte dessa parceria”

É fato, que este perfume ganhou o mundo masculino com vantagem e tem energia de sobra para + 30 anos, e pelo visto, a julgar pelo seu sucesso de público, mais o fôlego de Neymar Jr, este perfume terá ainda muuuitos anos de vida feliz. Que bom! #Parabéns!#

UPGRADE: Drakkar Noir by Neymar Jr: R$ 89,00 até o dia 26/5/2013 na loja virtual da Época CosméticosAntecipe o dia dos namorados agora e guarde espaço para muitos beijinhos perfumados…

Beijo,

27 jan 2013

Mulheres goianas ganharão primeiro Centro de Detecção Precoce do Câncer de Mama, com equipamento que visualiza tumores em 3D

Postado em: Marketing

Instituto Avon destina R$ 2,3 milhões para a construção do centro em parceria com a Fundação de Apoio ao Hospital das Clínicas da Universidade de Goiás, para atender 18 mil mulheres a cada ano

 

 

 

José Morais, da FUNDAHC, e Lírio Cipriani, do Instituto Avon seguram o cheque, ladeados por Luiza Brunet, Embaixadora do Instituto Avon, Edward Brasil, reitor da UFG, Dr. Ruffo de Freitas Jr., coordenador do Programa de Mastologia do HC/UFG, acompanhados por representantes dos governos estadual e municipal.

 

 

 

Goiânia, 24 de janeiro de 2013 – As cerca de 800 mil mulheres goianas com idade acima de 40 anos são as maiores beneficiadas com a parceria oficializada hoje entre o Instituto Avon e a Fundação de Apoio ao Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (Fundahc), para a construção de um avançado Centro de Detecção Precoce do Câncer de Mama de 1.089 metros quadrados ao lado do hospital. O Instituto Avon está destinando R$ 2,3 milhões para este projeto, um dos maiores aportes da história da organização, que está celebrando 10 anos de trabalho pela redução da mortalidade por câncer de mama. Esta doença, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), levou mais de 12 mil mulheres à morte no país em 2010. É o segundo tipo de neoplasia mais frequente no Brasil. Em Goiás, as estimativas indicam que, só no ano passado, surgiram 294 novos casos da doença.

O novo centro foi idealizado de acordo com os mesmos parâmetros dos demais quatro centros de detecção apoiados pelo Instituto Avon em Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Barretos (SP) e Jundiaí (SP). O objetivo é oferecer qualidade e conforto no atendimento, exames precisos e feitos com agilidade, além de rapidez nos agendamentos e nos diagnósticos. Com a otimização dos serviços, que estarão todos centralizados no mesmo local, o Programa de Mastologia do Hospital das Clínicas/UFG espera dobrar sua capacidade de atendimento de 9 mil para 18 mil mulheres ao ano. Além disso, o centro será o primeiro no estado a contar com um aparelho de estereotaxia, de alta precisão, que permite a identificação de tumores em 3D. A previsão de inauguração do Centro de Detecção Precoce do Câncer de Mama é maio de 2014.

Ficamos honrados em iniciar a celebração dos 10 anos do Instituto com o anúncio dessa parceria, pois todo esse trabalho se resume a um ponto: salvaremos vidas. Além disso, essas mulheres contarão com mais conforto e exames de maior qualidade. Estamos dando condições para elas se cuidarem”, comemora David Legher, presidente da Avon Brasil. “Nosso projeto de apoiar centros de detecção em todo o país tem se mostrado a cada dia uma decisão mais acertada. Podemos ver, na prática, todos eles levando à diminuição do tempo dos exames, dos diagnósticos. Era esse o resultado que esperávamos.”

Poderão ser atendidas gratuitamente, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), mulheres de todo o estado de Goiás, com idade igual ou maior que 40 anos (e/ou com 35 anos ou mais com alto risco para o câncer de mama), direcionadas pelos serviços municipais de saúde. O atendimento contará com toda a infraestrutura para oferecer um serviço completo, do atendimento ambulatorial em mastologia e procedimentos diagnósticos (como mamografia, ultrassonografia e outros) até as especialidades de oncologia e cirurgia plástica, passando por serviços de apoio como assistência social e psicologia, além de favorecer a formação, a capacitação e a pesquisa.

Este projeto, viabilizado por meio da parceria com o Instituto Avon, permitirá a utilização de técnicas modernas na detecção do câncer de mama, diminuindo o número de cirurgias para o diagnóstico das doenças da mama, cortando custos para o Estado e reduzindo o tempo de espera entre a mamografia e o início do tratamento das pacientes”, diz Ruffo de Freitas Júnior, coordenador do Programa de Mastologia da UFG. Segundo o médico, o tempo de espera para os exames deve diminuir dos atuais 30 dias para 14, quando o centro estiver pronto. “Será um grande reforço na busca da redução da mortalidade feminina por câncer de mama em todo o Estado de Goiás”, afirma.

Segundo a pesquisa Instituto Avon/Data Popular – Percepções sobre o Câncer de Mama, realizada no ano passado, dentre as mulheres com histórico de câncer de mama, a primeira suspeita da doença surgiu após autoexame, mencionado por 38,4% das entrevistadas. A mamografia aparece em segundo lugar, citada por 29,9% das mulheres, indicando que a maior parte delas ainda descobre o câncer de mama quando os tumores já estão maiores e podem ser percebidos pelo toque, momento em que o tratamento passa a ser menos efetivo do que se realizado quando o tumor ainda é bem pequeno. A pesquisa ouviu 1.700 pessoas, entre mulheres com e sem histórico da doença, homens e profissionais de saúde de todo o país.

Nós nos empenhamos em detectar quais são os obstáculos para a mulher fazer as mamografias e diminuir essas barreiras”, comenta Lírio Cipriani, diretor executivo do Instituto Avon. “Sabemos que muitas não acreditam no benefício da mamografia, então apoiamos projetos que levam mais informação e conscientização. Mas sabemos também que as dificuldades para realizar os exames podem fazer a mulher desistir, daí a necessidade de otimizar os serviços, por meio dos centros de detecção precoce”, explica. Este é o quinto projeto de criação de centro de detecção apoiado pelo Instituto Avon no país e o primeiro na região Centro-Oeste.

 

Uma parceria de longa data em Goiás – O Instituto Avon tem um histórico de parcerias com o Programa de Mastologia da UFG que começou em 2005, com iniciativas para favorecer o acesso das mulheres goianas à informação e ao tratamento de qualidade para o câncer de mama. A primeira iniciativa foi o apoio ao projeto De Peito Aberto, do Hospital das Clínicas/UFG, com um aporte de quase R$ 100 mil para investimento em capacitação e treinamento de agentes comunitário se saúde em relação ao câncer de mama. Dois anos depois, as duas instituições se uniram novamente para uma ação de detecção precoce que contou com a participação de agentes comunitários de saúde e revendedores Avon, na qual o Instituto Avon destinou cerca de R$ 160 mil para a compra de um aparelho de ultrassom e computadores. Por fim, em 2010, o Hospital das Clínicas da UFG recebeu um aporte do Instituto Avon no valor de R$ 14,5 mil para viabilizar as publicações da produção científica dos dados epidemiológicos do Câncer de Mama levantados em Goiânia e em todo o estado de Goiás.

Em parceria com o Fundo Municipal de Saúde, em 2007, o Instituto Avon realizou a doação de um mamógrafo no valor de R$ 180 mil para o Hospital Municipal Modesto de Carvalho, em um projeto de rastreamento em mulheres acima de 40 anos em Itumbiara/GO.

Maria da Guarda, uma revendedora pela causa – Há mais uma grande ligação entre o estado de Goiás e o Instituto Avon, quando se fala de combate ao câncer de mama. A revendedora de produtos Avon Maria da Guarda Ferreira é de Iporá, no interior de Goiás. Ela descobriu estar com a doença em 2003, após ler um dos folhetos explicativos sobre a doença que chegou dentro de sua caixa de produtos. Fazendo o autoexame da mama durante o banho, sentiu o tumor. “Aquele folheto salvou minha vida”, lembra. “Apesar de já ser um tumor grande, tive tempo de buscar tratamento e fui curada”. Maria da Guarda já representou as revendedoras em várias mobilizações relacionadas à campanha Avon contra o Câncer de Mama. Entre elas, viajou ao Chile para levar sua mensagem de esperança e foi homenageada pelos mais altos executivos da Avon global em evento celebrativo dos 125 anos da empresa, em São Paulo, em 2011. Sua história pessoal de força e esperança também é comovente. Mãe de duas filhas, ela foi abandonada pelo marido logo no início da doença. Seguiu trabalhando como revendedora Avon mesmo durante o período da doença, para sustentar a família. Hoje, formada em pedagogia, namorando e um grande sucesso como revendedora, ela também dedica-se a uma organização que apoia mulheres com câncer de mama. “Foi difícil, mas saí mais forte dessa história, decidida a motivar as mulheres a fazerem os exames, a cuidarem delas próprias, para que possam cuidar de quem elas amam.”

A revendedora autônoma de produtos Avon é a maior força de ação das causas do Instituto Avon. Ela dissemina informações e promove a venda dos produtos que apoiam a campanha, comercializados nos folhetos da Avon. No Brasil, as cerca de 1,5 milhão de revendedoras participam anualmente das mobilizações pela causa que a Avon promove globalmente, em outubro, com a participação de grande parte do seu contingente de mais de 6 milhões de revendedoras. Só no Brasil, aconteceram mais de 800 mobilizações em 2012, a maioria com corridas ou caminhadas envolvendo as comunidades, para disseminação de informações sobre a importância da detecção precoce para salvar vidas. Goiânia foi um dos destaques, reunindo mais de 3 mil pessoas em uma Corrida e Caminhada contra o câncer de mama. Por essa contribuição, as revendedoras de Goiânia foram homenageadas no evento de anúncio da parceria, representadas por Maria da Guarda.

 

Sobre a Avon

A Avon, a empresa voltada para as mulheres, é líder mundial no mercado de beleza, com uma receita anual de mais de US$ 11 bilhões. Como a maior empresa de vendas diretas do mundo, ela comercializa seus produtos em mais de 100 países por intermédio de aproximadamente 6 milhões de revendedores autônomos. A linha de produtos Avon inclui itens de beleza de alta tecnologia, assim como produtos de moda e para casa, e apresenta marcas de qualidade reconhecida como Linha Avon de Maquiagem, Color Trend, Renew, Skin-So-Soft, Advance Techniques e Avon Naturals. Para obter mais informações sobre a Avon global e seus produtos, visite o site: www.avoncompany.com. Para saber mais sobre a Avon no Brasil, acesse: www.avon.com.br

Sobre as ações de responsabilidade social da Avon

A Avon é uma empresa global líder em ações sociais com foco em causas que interessam especialmente à mulher. As ações sociais da empresa são coordenadas pela Avon Foundation For Women, maior entidade focada em causas voltadas para a mulher ligada a uma corporação. Até 2012, foram doados mais de US$ 910 milhões em mais de 50 países para as causas do câncer de mama e violência doméstica. A ação de responsabilidade social da empresa está concentrada na disseminação de informações, na conscientização, no apoio a pesquisas sobre o câncer de mama e na ampliação do atendimento a mulheres com esta doença, por meio da campanha Avon Breast Cancer Crusade (no Brasil, Avon contra o câncer de mama) e nos esforços para reduzir a violência contra a mulher, por meio da campanha Speak Out Against Domestic Violence (no Brasil, Fale sem Medo – não à violência doméstica). A Avon também atua de forma efetiva na prestação de auxílio em caso de desastres naturais e emergenciais em várias partes do mundo. Os folhetos de produtos Avon trazem itens criados especialmente para arrecadar fundos para as causas. Além disso, a empresa promove eventos com participação de milhares de pessoas em várias partes do mundo para gerar fundos e promover a conscientização da sociedade, e distribui materiais informativos divulgados pelos mais de 6 milhões de revendedores de produtos Avon em todo o mundo. No Brasil, as ações sociais relacionadas ao combate ao câncer de mama e à violência doméstica são coordenadas pelo Instituto Avon, que celebra uma década de ações voltadas para a mulher. Desde 2003, a organização já doou mais de R$ 43 milhões para projetos e ações relacionados a essas causas no país.

Siga a Avon : www.twitter.com/avonbr| www.facebook.com.br/AvonBR.

Posts Antigos1234