07 fev 2017

Creme antirruga vegano traz chá verde e Vitamina E para potente ação antioxidante

Rico em ingredientes antioxidantes e recuperadores da pele no pós-sol, Lisskin é um creme facial antissinais da Biozenthi. O produto conta com agentes antienvelhecimento que mantêm os níveis do fator de crescimento responsável pelo estímulo da síntese de colágeno

creme_antissinais_lisskin_area_dos_olhos_face

Dois grandes ingredientes presentes em cosméticos para recuperar a pele após a exposição solar, a Vitamina E e o extrato de Chá Verde, estão presentes em Lisskin, um creme antissinais para face e área dos olhos, que conta com potentes ingredientes vegetais para promover efeito tensor imediato e preenchimento de rugas a longo prazo. De acordo com Márcio Accordi, biólogo especialista em cosmetologia e diretor da Biozenthi Laboratórios Cosméticos, o extrato de chá verde possui componentes como polifenóis e flavonoides, com enzimas antioxidantes capazes de reduzir o aspecto avermelhado da pele. “Por esse motivo, é indicado na composição de fotoprotetores ou produtos pré e pós-sol. Também tem ação estimulante cutânea e antienvelhecimento”, comenta o biólogo especialista.

O produto ainda traz a sinergia entre poderosos extratos vegetais e os ácidos hialurônico e lático, promovendo hidratação anti-idade com preenchimento de rugas e efeito tensor, explica Márcio Accordi. De acordo com o especialista, o poder rejuvenescedor e tensor de Lisskin vem do blend de ingredientes naturais, como os extratos de hibisco (retarda o envelhecimento), argan (hidratante), centella asiática (anti-inflamatório), chá verde (antioxidante), cavalinha (regenerador) e papaia (cicatrizante). “Além disso, a fórmula conta com o óleo de semente de uva com alto poder hidratante e antioxidante; o óleo de amêndoas doce, com ação nutritiva; e a Vitamina E com seu conhecido efeito antioxidante, protetor e emoliente”, explica Márcio. O ácido lático, na composição, ajuda no processo de renovação celular.

Márcio explica que a ação de tratamento é potencializada pelo ácido hialurônico, Vitamina B5 (D-Pantenol) e ureia. “Dessa forma, Lisskin confere sensação de conforto e maciez para a pele, com toque seco e aveludado. Seus agentes antienvelhecimento mantém os níveis do fator de crescimento responsável pelo estímulo da síntese de colágeno, redensificando a pele.”

Teste clínico com o produto constatou que, após 30 dias, os voluntários notaram melhora em 50% nas rugas do rosto, 93% referiram melhora na hidratação e 76% constataram melhora na firmeza e elasticidade. Quanto ao modo de uso, o diretor recomenda a aplicação do produto, preferencialmente à noite, na área dos olhos e rosto, após limpeza da pele.

Biozenthi Laboratórios Cosméticos: Marca de produtos naturais com ingredientes vegetais e orgânicos e livres de glúten, Biozenthi é uma empresa que não utiliza matérias-primas testadas em animais e também não faz testes em animais, na indústria e em laboratórios parceiros. Os produtos são formulados sem parabenos, tem uso seguro para veganos e são livres de glúten. http://www.biozenthi.com/

30 jan 2017

Recomendável aos 20, indispensável após os 30: veja todos os benefícios da Vitamina C em cosméticos

Com ação de reparação, construção de colágeno e elastina, despigmentante e protetora, a Vitamina C nanoencapsulada é unanimidade nas prescrições dermatológicas durante todo o ano.

305092_679113_vitamina_c_e_pele

Tão importante quanto ingerir diariamente a Vitamina C é usar cosméticos com o ativo. O antioxidante é referência nas prescrições médicas. “A Vitamina C, nos cosméticos, tem várias funções: repara a pele; é essencial na construção do colágeno e elastina; é um poderoso clareador; e possui ação anti-inflamatória”, explica Rodrigo Kury, farmacêutico e diretor técnico da Ecenne. “Mas é necessário optar por fórmulas que se utilizam do nanoencapsulamento, porque o ativo é instável, sensível e perde suas propriedades em contato com a luz, ar e calor”, alerta.

Com ação preventiva e rejuvenescedora, o especialista explica que a partir dos 20 anos a Vitamina C já pode ser usada para prevenção, hidratação e proteção da pele. “Dessa forma, a pele ganha um reforço contra as ações externas (sol, calor e poluição) e malefícios dos radicais livres”, conta. “Mas após os 30 anos, a Vitamina C se torna indispensável no cuidado com a pele”, acrescenta.

Afinal, quais os benefícios da Vitamina C? “A Vitamina C é reparadora porque protege a pele contra os estragos da oxidação causada pelos radicais livres; é essencial na construção do colágeno, porque é um cofator de sua síntese; atua diretamente no combate das manchas, inclusive as escuras (melasmas), não só clareando, mas também inibindo a enzima que produz estas manchas; e age na barreira da pele, protegendo-a contra ações externas.”

O ativo pode ser usado por gestantes e durante o dia, pois não é fotossensível. No geral, a indicação de uso é duas vezes por dia, antes do fotoprotetor. “Alguns ativos podem ser usados conjuntamente com a Vitamina C para potencializar o tratamento antimanchas e rejuvenescedor. No caso de protocolos de clareamento, podemos associar com o ácido Kójico ou o ácido ferúlico; para a ação anti-idade, a associação de ativos com vitamina E e resveratrol são muito importantes”, finaliza.

Fonte: A ECENNE desenvolve cosméticos faciais ricos em princípios ativos naturais combinados com tecnologia avançada e nanotecnologia. Utiliza em sua linha elementos purificados e em concentrações que garantem desempenho em tratamentos dermatológicos. Cada fórmula é pensada e desenvolvida para oferecer a máxima eficácia, respeitando as peles sensíveis. Todas as formulações passam por testes clínicos e avaliações garantindo produtos eficazes e seguros para todos os tipos de pele. A ECENNE é como toda essência: verdadeira. www.ecenne.com.br

21 jan 2017

Veja porque você deve incluir cosméticos antipoluição na sua rotina de beleza

Não são só os raios UV que estão diretamente relacionados ao envelhecimento prematuro. A poluição também degrada colágeno, induz mensageiros pró-inflamatórios e faz a pele perder radiância e brilho

cosméticos antipoluição

Diariamente, a pele é submetida a diversas agressões e a poluição é uma delas. Recentemente, o mercado dermocosmético tem voltado suas atenções a lançamentos que privilegiam a proteção contra esse agressor e os motivos são vários: “Estudos epidemiológicos sobre o impacto da poluição demonstram que as substâncias em partículas afetam o desenvolvimento e a exacerbação de doenças dermatológicas Esses processos levam ao aumento de doenças cutâneas inflamatórias, degradação do colágeno e envelhecimento da pele”, explica o consultor e pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma. “É fundamental incluir o uso de substâncias antioxidantes e antipoluição na rotina de beleza, principalmente aqueles que moram em grandes centros urbanos”, acrescenta.

De acordo com o especialista, a poluição libera metais tóxicos (pesados) e particulados, todos ligados à formação de radicais livres que resultam em envelhecimento precoce, ou seja, aparecimento de flacidez, linhas de expressão, graças à destruição do colágeno. “Com a formação de radicais livres e produção de espécies reativas de oxigênio (superóxido e hidroxila), a poluição induz ao estresse oxidativo, secreta citocinas pró-inflamatórias (TNF-α, IL-1α e IL-8) e colabora com o aumento de metaloproteinases (MMP-1, MMP-2 e MMP-9) – que fazem o processo de ruptura e destruição das fibras elásticas e do colágeno)”, explica.

Para evitar os danos cumulativos da poluição, o ideal é utilizar vitaminas, substâncias antioxidantes e ativos antipoluição. Lucas explica que os cosméticos antipoluição tem alguns mecanismos de atuação diferenciados, como a formação de um escudo biomimético ou um filme de proteção sobre a pele, algo muito comum em fotoprotetores. “Além disso, eles também possuem atuação antioxidante, promovendo reparo e, principalmente, impedindo os mensageiros pró-inflamatórios que levam ao dano celular.” O pesquisador comenta que há três novidades já disponíveis nas farmácias de manipulação:

Exo-P — O ativo antipoluição Exo-P é um polissacarídeo altamente purificado de um micro-organismo da Polinésia Francesa e pode ser manipulado em sabonete, espuma ou fluido de limpeza. “Exo-P é um antipoluente que reduz a adesão das PM 2,5 (partícula 100 vezes menor que um fio de cabelo), além de ‘sequestrar’ metais pesados. Além disso, o ativo reduz a atividade dos radicais livres, protege a pele e a integridade celular contra os poluentes, inclusive fumaça de cigarro”, explica Lucas. A concentração de 1% do ativo é suficiente, com uso preferencialmente noturno ou conforme orientação médica. Complementar à limpeza, o uso de cremes de tratamentos anti-idade e antipoluição pode ser feito duas vezes ao dia, em formulações com Exo-P (3%), Vitamina C (3%) e Niacinamida (3%). “A Vitamina C vai ajudar no reparo da pele, ao mesmo tempo em que estimula colágeno; enquanto a Niacinamida possui ação hidratante e estimuladora do fibroblasto”, diz o pesquisador.

Pollushield — O ativo protege a pele contra os danos induzidos pela poluição graças à combinação de um polímero com propriedade quelante de metais e uma ação antioxidante mais potente que resveratrol, ácido ferúlico e vitamina E. “O ativo induz à redução da concentração de malondialdeído, um biomarcador ligado ao estresse oxidativo; há um importante papel protetor, já que o ativo proporciona uma barreira entre a pele e os poluentes, além de aumentar a defesa antioxidante da pele”, afirma Lucas. Pode ser manipulado em produtos de limpeza e cremes reparadores.

Pollustop — É um polissacarídeo de alto peso molecular, obtido por biotecnologia, que possui a capacidade de formar um filme sobre as superfícies da pele e do cabelo. “Age como uma barreira contra os três tipos de estresse causados pela poluição atmosférica, radiação UV e doméstica, envolvendo agentes químicos, e assim limita os danos causados extra e intracelularmente”, explica Lucas. Pollustop pode ser manipulado em produtos de higiene e limpeza.

FONTE: LUCAS PORTILHO
Consultor e pesquisador em Cosmetologia, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma. Especialista em formulações dermocosméticas e em filtros solares. Diretor das Pós-Graduações do IPUPO Educacional, Hi Nutrition Educacional e Departamento de Desenvolvimento de Formulações do IPUPO. Atuou como Coordenador de Desenvolvimento de produtos na Natura Cosméticos e como gerente de P&D na AdaTina Cosméticos. Possui 17 anos de experiência na área farmacêutica e cosmética. Professor e Coordenador dos cursos de Pós-Graduação com MBA do Instituto IPUPO/SBE Educacional. Coordena Estágios Internacionais em Desenvolvimento de Cosméticos na Itália, França e Mônaco. Atua em desenvolvimento de formulações para mercado Brasileiro, Europeu e América Latina.